[Resenha Mangá] Tsuki ni Hoero - Sei Takenaka

Hello pipow! Hoje, como o último post foi de um mangá meu mesmo, ou seja, não daqueles posts que já estavam no Sweet Lemonade, resolvi intercalar com um de lá. Hoje o mangá é Tsuki ni Hoero, e eu AMO ESSA PORRA ATÉ HOJE. O post é tipo, de 3 anos atrás, fevereiro de 2013 e eu ainda continuo concordando (lendo e balançando a cabeça) com tudo o que eu disse sobre ele. Mês passado estava tentando encontrar de novo pra ler, e acabei achando o nome pelo meu próprio post HAHAHAHA Tá vendo gente, mesmo que eu não receba nada fazendo resenha em blogs, algumas vezes é muito útil pra mim, já que eu sou esquecida.

Sem mais delongas, vamos falar de yaoi?

Voltando ao assunto do mangá, quem aqui gosta daquelas histórias sobre lobos? Pode não parecer, mas existem muitos mangás yaois por aí com essa temática envolvida. Sei que não é algo que se refere ao um gênero específico, porém é algo que quando presente em mangás yaois me encanta pela beleza exótica. Tsuki ni Hoero é um mangá com uma arte excepcional, uma história forte, porém curta e engraçada. São mais de uma história no mesmo mangá, afinal.



Título: Tsuki ni Hoero (Howl at the Moon)


Mangaká: TAKENAKA Sei
Gênero: Drama, Sobrenatural, Yaoi, Lemon, Romance, Comédia.
Volumes/Capítulos: 01 | 05

Sinopse: Tsuki ni Hoero é composto de 05 capítulos, sendo os dois primeiros de uma história principal e mais longa, as outras restantes, são histórias como se fossem oneshot e mesclam entre ter e não o "sobrenatural". 

História 01 (Primeiro e Segundo Capítulos): Miki é guarda-costas do super modelo Ran. Ele também é a única pessoa que sabe que o Ran de olhos dourados, é um lobisomem. Miki se pergunta o motivo dele precisar de um guarda-costas, já que Ran possui uma força sobrenatural e um desejo sexual animalesco. Mas o que fazer depois que Ran é esfaqueado por uma fã? (Retirado de Sukinime)

História 02 (Terceiro Capítulo): A história agora é sobre o Presidente da Companhia de modelos de Ran; Luke e seu secretário Madoka. Luke, assim como Ran é um lobisomem que necessita ser satisfeito sexualmente, porém isso é mostrado mais possessivamente do que uma necessidade corporal e real. A forte atração no entanto é abalada quando chega um novo empregado da empresa que tentará desvendar os segredos de Luke para caçá-lo, não medindo nenhum esforço para tal.

História 03 (Quarto Capítulo): Deixando o Sobrenatural de Lobisomens para trás, esse capítulo é sobre um agente que acabou matando seu próprio colega de trabalho e parceiro de equipe no passado em uma missão onde descobriu-se que ele era um agente. Mais tarde, ele tem um novo parceiro de equipe e alguém que se preocupa muito com ele, porém o passado ainda o assombra noite após noite com pesadelos e um novo caso de assassinatos com um padrão parecidíssimo com o do antigo parceiro de Ray. Será que Brad, o novo parceiro poderá ajudar Ray a superar o passado e ainda concluir o trabalho como agente do FBI?

História 04 (Capítulo 05): Um caso do passado que apenas foi para matar o tempo na vida tediosa do universitário Alan. Rico e podendo te o que quer sempre, acabou se envolvendo com um estudante de intercâmbio japonês por uma noite. Anos mais tarde, Alan continua do mesmo jeito, porém um reencontro do passado poderá mudar seu tédio e completar sua vida.

Onde baixar: O fansub brasileiro é o Sukinime, mas como vocês já devem ter visto esses meses, está uma bosta baixar qualquer coisa lá (alem de um cadastro que não é liberado, quando liberam alguns links não funcionam e você só consegue baixar em .PDF e com uma marca d'água horrível). Então aconselho a ler online ou no gringo mesmo. Google tá aí pra isso, amores.

Bem, já viram que todas as histórias sempre tem algo de drama ou acontece algo surpreendente na vida do casal. Mas o que mais me chamou a atenção nisso tudo é a ótima combinação da arte dessa autora com as histórias! Eu adoro personagens com olhos fortes, e embora os semes daqui façam realmente jus ao nome seme (Pra quem não sabe "seme" vem de "Semeru" e é traduzido como "atacar") os ukes simplesmente são lindos, encantadores e principalmente corajosos. Afinal eu adoro homens de terno e gravata, que pareçam homens, e não ukes do tipo uke de Okane ga Nai, rs.

A história que eu mais gostei provavelmente foi a história 03. Por quê? Embora ela não seja sobre os Lobisomens que eu citei para dar destaque, e nem o que me chamou a atenção para dar o primeiro passo na leitura, eu gosto de histórias bem dramáticas em que há pelo menos um pouco de ação envolvida. A segunda é a primeira história, que fala sobre o Ran e Miki. Eu fiquei hipnotizada pelo olhar matadouro do Ran, ai que seme lindjo! Todos são na verdade, mas destaque porque apenas os lobisomens podem ter olhos dourados, não? rsrsrsr~

Concluindo rapidamente aqui: As histórias podem ser curtas com exceção da primeira, porém nos faz lembrar delas eternamente e com um amor muito grande. Não sei se vocês já viram o traço da autora um dia na vida de vocês, mas para quem precisa de "algo mais" (sim, duplo sentido pra lemon e personagens sedutores) aqui vai um pedaço do olhar dos nosssos personagens. Digo em uma frase "O impacto desse mangá é como se fosse recebida junto com o olhar deles, e encantadores como a cor dos olhos"... Embora nem todas as histórias sem com lobisomem envolvido XD


Bem, então é isso! COF1 porque eu amei as histórias <3 COF2 porque eu amei a arte dessa autora. É seduzente de uma forma diferente de autora como Ayan Yamane e da autora de Totally Captivated, é uma das poucas que eu acho que o lemon meio aloks foi muito bom *-* (já disse que não curto muito lemon forçado no mangá, ou mangás sem quase nenhuma história e apenas lemon? Julguem-me por isso HSAUHSUAHSAU mas acho que foi porque eu já li muitos desse tipo LOL)

Beijo à todos! Nos vemos essa semana ainda. Aproveitem e passem lá no Yaoi Toshokan, toda semana tem resenha nova de algum mangá ou livro/fanfiction YAOI.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hunter x Hunter (2011) - E o inesperado acontece!

Animes Yaoi -kawaii, sem shota, sem violência, Puro-

Dia do irmão