[Resenha mangá] Kizu - KIYOHARA Hiro | OTSUICHI


Bodia gente! Hoje venho trazer uma resenha de um mangá que faz parte daquela categoria que citei no post passado; os mangás que eu mesma tenha na minha estante (que talvez com um pouco de esforço vocês consigam visualizá-los na imagem da sidebar -q).

O mangá é volume único, e como eu já disse, não vou fazer AQUELA SENHORA resenha porque eu acho isso meio desnecessauro mesmo pra um mangá com plot simples. E também não quero dar tantos spoillers hehe~ Comprei Kizu junto com outros três mangás: Tom Sawyer, Tsumitsuki e Só Você Pode Me Ouvir. Os últimos dois são do mesmo artista de ANOTHER; mas pelo visto somente o Tsumitsuki ser de única autoria dele. KIZU, ou FERIDAS, na tradução brasileira, é do artista de ANOTHER, Kiyohara Hiro e a história de OTSUICHI (que eu nunca ouvi falar também lol).


Título: KIZU | FERIDAS
Autor (história): OTSUICHI
Autor (arte): KIYOHARA Hiro
Publicação original: Kadokawa Shoten
Publicação nacional: Editora JBC | Preço de capa: R$ 13,90
Ano: 2008 | Lançado no Brasil em 2015
Gênero: Drama, Psicológico, Shounen, Vida Escolar, Sobrenatural.
Volumes: 1 | Capítulos: 04 + Posfácio | Concluído.


Sinopse: Na escola de Keigo, todos os alunos especiais são reunidos em uma única sala - os problemáticos, abusados e os que carregam feridas. Há uma criança quieta chamada Asato que nunca fala com ninguém, e assim como Keigo, não gosta de ir para casa após a escola. Um dia após a aula, Keigo acaba se cortando, e ambos descobrem que Asato tem a habilidade de absorver as feridas de outros para si mesmo. Que feridas Asato irá curar, e qual cicatrizes ele carrega...? (Sinopse by BakaUpdates)

Bem, na capa a JBC preferiu colocar algo pra familiarizar seus leitores: a info de que é do mesmo artista de ANOTHER, mesmo que essa informação já seja perceptível porque é quase inconfundível o olhar dos personagens desse cara. Apesar disso, e como vocês sabem que eu não sou lá muito fã de Another (lembram DESSE post? Então). Mas eu curto pra caramba mangá de volume único e compro sempre que eu posso, então abri minha carteira com gosto.

A história começa explicando primeiramente como que Keigo foi parar na classe dos alunos problemáticos e que ele, assim como outros alunos de lá não são assim por querer e quando podem são somente alunos normais. Keigo é um garoto normal, só que carrega mais dores que uma criança deveria e isso é refletido diretamente em seu comportamento agressivo-explosivo quando tocam em seu ponto fraco, que é sua relação com sua família.



Asato acaba presenciando um desses ataques, mas nesse momento os dois ainda são desconhecidos. Demora para Asato ter presença e a única coisa que sabemos é que ele foi parar lá na sala especial por problemas na família também. Keigo logo fica interessado nele, embora não saiba o porquê. O mundo de Keigo é injusto e assim como toda criança - apesar dos adultos negarem isso - ele percebe isso e como também não há nada que ele possa fazer para mudar. É algo que está fora do alcance dele, como criança, como pessoa e como uma existência. O mangá traz uma forte reflexão sobre ser necessário ou não, de como Keigo e outras crianças sempre estão conscientes quando as pessoas que elas amam as queriam no mundo ou não. 

Depois do incidente que acarreta na descoberta dos poderes de Asato, ele e Keigo saem "curando" pessoas que eles vêem por perto e testando os limites e prós desse poder. O próprio Keigo tem uma cicatriz feita por seu pai abusivo; mas quando Asato o pega, ele começa aos poucos a entender o sentido de algumas ferias em nós mesmos; e como isso nos molda para sermos o que somos. 

O mangá tem reviravoltas e gira em torno dos poderes de Asato e da vida de Keigo. Mais para o final, a linha fina que molda o mangá vira a amizade de ambos, e como diante de tudo o que passaram tornaram-se mais amigos e como que eles poderiam carregar as cicatrizes de suas vidas juntos. 



Minha conclusão: Eu faço 20 anos esse ano e sinceramente? O mangá pode parecer bem simples, mas que nos mostra que nem sempre conseguimos carregar o peso das nossas cicatrizes, por mais que tenhamos o poder de fazê-lo. A arte do Kiyohara é algo a se elogiar: Limpa, profunda e consegue transmitir no olhar cada emoção dos personagens, e acabamos nem pensando muito nas lições que ele traz, mas sim, em Asato e Keigo. Eu já falei isso em algum comentário (acho no post de Kizu do Leitor Cabuloso) é que embora a arte passe isso, o artista me deixou com a impressão de algo bizarro ou aterrorizante, mesmo que nada disso tenha acontecido de fato. 

O final do mangá me deixou satisfeita; e eu acho que com a amizade, ambos meio que descobrem que na verdade é uma habilidade bem triste. Eu adorei o mangá; e bem, não sei se é por motivos pessoais, provavelmente por eu mesma ter sido um tipo de aluna pronta a explodir, só que fiz de uma maneira diferente da do Keigo; e conhecer pessoas exatamente como o Keigo e como o Asato (que pegam as "Feridas" emocionais de outras pessoas e acabam carregando tudo por si só, cada vez mais carregando um fardo que nem é seu e no final acabar tentando destruir-se); mas eu realmente indico a leitura e com certeza também indico a compra; a edição da JBC está muito boa (com a primeira página colorida e tudo mais; e puseram as páginas de info/créditos no final, para não quebrar a fluidez da leitura com as primeiras páginas da história).



Bem, acho que é isso! Não sei se o mangá agradaria a todos, mas com quem gosta de drama, e uma leitura um pouco mais diferente dos shoujo e shounen da vida, com certeza acho que deveria estar na lista de leitura. E sim, usei fotos do meu próprio mangá e essa mão é minha. Só que as imagens em inglês tirei de RAW mesmo porque a qualidade das minhas fotos é horrível porque eu tremo tudo e não tô com saco de amassar meu mangá tirando scan -qq

Vejo vocês em breve~


Comentários

  1. Lendo a sinopse, já percebe-se que o mangá é bem tenso. Achei interessante essa ideia do Asato ter essa estranha habilidade de absorver as feridas das outras pessoas, ao invés de simplesmente cura-las (vou ver se acho para ler, e assim confirmar se é isso msm).

    Eu também gosto mais de mangás com um único volume, porque assim não teremos a ideia de que ao terminar de ler, não teremos respostas, e assim teremos que ler outro, quem sabe mais um e assim vai.

    Obrigado pela dica.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diego, de novo!! XD OBrigada por comentar!
      Então, eu também gostei bastante disso. Por isso que eu falei que é uma habilidade triste, e no mangá você vê mais isso. É um mangá tenso mais por causa do background dos personagens, mas a amizade do Keigo e do Asato é linda. Se puder, leia mesmo porque vale a pena. Não sei se tem scan dele em português, mas na gringa sei que tem cof~

      Alguns volumes únicos fazem exatamente o contrário: deixam algumas pontas soltas e a gente acaba decepcionado porque infelizmente não irá ter continuação. Mas não se preocupe que Kizu é exatamente aqueles mangás fechados com um final bom XD

      Beijos! E obrigada você por comentar!

      Excluir
  2. Primeiramente, MUITA COISA PRA EU LER JÁ KCT. Tu me fode com uma história com o plot tão interessante, moça. Eu já tenho umas indicações suas e nenhum tempo, mas eu vou ter que adicionar esse. Quanto ao mango, parece que vou sentir os feels, vou sofrer com esses moleques e vou morrer de ódio das filhadaputágis feitas com eles. Uma das coisas que disse que me atraíram foi que o autor consegue transmitir bem os sentimentos dos personagens só com o olhar, coisa que não sabia pois não >>>li<<< Another e não acho ou pelo menos não que isso se notava no anime.

    Bem, mais uma ótima resenha. Vou conferir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POXA MAS ESSE É BEM CURTINHO KDJSADLKDJSADADLKASJDKLAJDAL~
      Eu só notei isso depois que eu li outros mangás do autor. Another mesmo, eu não li lol ~ Mas provavelmente você vai ficar satisfeito com o final do mangá, é um dos que eu mais gostei desse autor/ilustrador. No animê mesmo de Another cagaram nesse aspecto, mas o sentimento é o mesmo (?) KJDSKALJDASKLJDSKDADKAL~
      Vlw por comentar! XDD

      Excluir

Postar um comentário

Regras:
- Comentários serão publicados de acordo com o que a moderação liberar na análise, portanto, siga as regras.

- Sem SPAM / Divulgação / Propaganda do seu blog somente deixe o link APÓS o comentário.
- Pode palavrão, e essas porras todas aí, free internet. Porém, tenha o bom caráter de não comentar somente por hate, porque, bem, não irei publicá-lo (risos).
- Agradeço tua visita e sempre estarei disposta a dúvidas ou correções (sério, se virem algo errado no post, me avisem!!). Irei avisar se eu editar o post corrigindo.

Postagens mais visitadas deste blog

Hunter x Hunter (2011) - E o inesperado acontece!

Animes Yaoi -kawaii, sem shota, sem violência, Puro-

Dia do irmão