【Fanfic】The Last Act - Suzaku x Lelouch (Code Geass)

Olá povo que me stalkeia, que me apoia nesse meu bloguezinho. Tudo bom com vocês?
Comigo está indo. Eu acho. Whatever. | Hoje eu estava sem muito o que pensar e com preguiça de fazer um post (embora eu já tenha pego as imagens dele e editado kkkk) resolvi mostrar para vocês uma das minhas fanfics (novamente) e que eu amei muito escrevê-la. Mesmo que seja um casal de Code Geass acho que a maioria gosta deles. Eu releio ela às vezes, e eu considero a que eu mais gostei de escrever. Pode não ser a melhor, muito menos a melhor escrita ou algo assim, mas o que esses momentos "The Last Act" me cativaram completamente, e foi isso que me motivou a escrevê-la também (além do tédio, claro!)....

Atenção aos leitores: Esta fanfic é Yaoi/BL (homem x homem | relação homossexual) se não gosta por favor vá para a próxima postagem.

Sinopse: Os últimos momentos de Lelouch e de "Suzaku" antes do Réquiem Zero. Todos poderiam descobrir o plano por trás disso tudo, mas nunca saberiam o que houve entre eles, o que eles sentiram antes e o que eles carregariam nesse último ato.
[Suzaku x Lelouch] -Oneshot

 Classificação: +18
Categorias: Code Geass
Personagens: Kururugi Suzaku, Lelouch Vi Britannia
Gêneros: Amizade, Darkfic, Death Fic, Drama, Lemon, Romance, Tragédia, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Sexo, Spoilers
Capítulos: 1 (1.256 palavras) | Terminada: Sim
Pode ser lida: [Nyah! Fanfiction] | Neste post (clique em leia mais/continue lendo até o final)


Os personagens não me pertencem, e são do anime Code Geass. Essa história contém spoiller do último capítulo da segunda temporada do anime e é uma história Yaoi/BL (homem x homem) se não gosta não leia. | Dei ênfase desta vez por causa da temática inicial da fic.

*Notas do capítulo*:

Mais uma de Code Geass, espero que apreciem a leitura.
Contém spoillers e eu acho que é necessário para o entendimento, mas não muda taaaanta coisa assim saber ou não o final. Creio que ninguém lê uma fanfic não sabendo quem são os personagens.


Capítulo único – The Last Act [Suzaku x Lelouch]



– Não tem outro jeito de fazermos isso, não é? – Suzaku perguntava, numa última tentativa de esperança para os dois amantes.
– Se houvesse eu jurava que faria agora mesmo. Sei que é difícil pra você, mas você terá de carregar esse fardo. O meu fardo. – Lelouch respondia sério demais, triste demais.

Era a última semana do reinado do império maligno de Lelouch Zi Britannia; e com isso os dois ultimamente tinham muito aquele tipo de conversa, talvez para amenizar a dor de ambos, ou esquecer por um breve momento que estavam sem saída e aquilo servia-lhes como um lembrete do triste destino que os aguardava.

Embora tudo isso causava tristeza e um buraco sem tamanhos no peito do moreno, não havia nada que podia ser feito, nem por ele, ou pelo seu amado. Tudo o que deveria ser feito já estava em andamento e no mais perfeito estado. O réquiem Zero estava prestes a dar início à uma nova era. Um novo futuro, escolhido por Lelouch, mas sem ele presente.

Suzaku atuaria como o salvador, e sua existência em si. O nome Suzaku morreria junto com o coração do menor, levando toda a frustração de anos de dor, levando a guerra, a fome e as intrigas entre os países para o mais profundo sono. Nenhum dos dois queria a separação, não agora que finalmente poderiam se amar livremente. Suzaku era bom demais para deixar que o Japão se tornasse um reino extinto pelo falso império de Lelouch; já este era obstinado demais para salvar sua pequena irmã e reconstruir aquele mundo fatídico.

X

O novo imperador estava em seus aposentos, esperando à chegada de seu amado, em um último momento de paz. Não que eles ignorassem tudo ao seu redor naqueles momentos de paixão; mas era uma compensação pelo que estava por vir. Dado meio-dia o cavaleiro retornava de sua última batalha e anunciava o cumprimento de sua ‘missão’ de morte. Os dois se olhavam por longos e melancólicos momentos, enquanto ouvia os calmos pássaros cantarolando do lado de fora do palácio.

O primeiro a dar ação foi Lelouch. Desejoso, levou as mãos até a nuca do maior, encostando sua boca em um faminto beijo. Foi correspondido na hora, e os dois não manifestaram uma palavra sequer. A hora estava chegando. A morte estava chegando. Mas antes dela, os anjos cairiam sobre os dois, lhes protegendo naquele ato pecaminoso, mas que nenhuma forma, e nem mesmo as maiores divindades poderiam condená-los por isso. Não eram santos, eram somente humanos comuns como qualquer outro que perece ao chão seco do mundo.

Roupas eram tiradas rapidamente, os atos eram ferozes e procuravam mais tato um do outro, o atrito que fazia as peles aquecia o ambiente e dava lugar aos gemidos de satisfação do moreno ao ser estimulado em seu íntimo. A cama, tão espaçosa quanto parecia, se tornava pequena para o que estavam fazendo. Parecia que tudo estava muito longe deles, como se houvesse uma distância enorme entre os corpos. Tentavam juntá-los, aquecê-los e apreciar cada movimento que faziam, todos sendo conscientes. Se fosse em dias normais, ou com casais normais, isso aconteceria de forma mais natural, os corpos sendo estimulados e correspondidos. Mas eles não tinham esse tempo todo. As mãos eram apressadas, e em nenhum momento deixava de tocar um ao outro, os movimentos que seriam levados normalmente eram cheios de luxúria e tristeza ao mesmo tempo.

Um primeiro grito saiu da garganta do moreno ao ser invadido por dedos que, mesmo úmidos e preparados, ainda causavam grande incômodo inicial no menor. O jovem imperador arfava, mas pedia por mais. Não demorou em ser atendido e os finos dedos que o preparavam foram substituídos pela ereção de Suzaku.
As paredes do menor lhe apertavam firmemente, sugavam-no, desejavam-no. Doía tamanha era o desejo contido nos dois corpos para o ato; mas mesmo assim foram tentando saciar um ao outro. Os beijos agora eram direcionados às outras partes do corpo de Lelouch, pois a boca estava tentando puxar o ar que as narinas não conseguiam. Quando a língua quente chegava aos pequenos e rosados mamilos rosados, era como se o corpo do moreno levasse choques elétricos, que eram passados para o maior, já que estavam conectados.

Os gemidos eram de ambos os amantes, saiam conforme a respiração aguentava. Somente esse som não era algo proposital, desejado; apenas saía. Descompassadamente eles iam chegando perto do clímax, claramente percebidos pelo som que chegava aos ouvidos deles; de prazer, de dor, sem pudor algum.
Isso foi repetido pelo menos três vezes, antes do menor cair inconsciente. Aquela foi a maior e melhor sensação que seu corpo sentiu e sentiria na curta vida do moreno, e a inconsciência não fora pela dor, mas pelo prazer excessivo que transbordava de ambos. A última sensação prazerosa, que eles fariam por desejo, por livre e espontânea vontade fora aquela. Não era natural como a morte, não era desejada pelos corpos, mas sim feito pela consciência pesada de ambos que sabiam que não haveria chances para mais nada. Depois o que restou foram à exaustão e o forte cheiro da fragância dos corpos de cada um, sendo impregnado até nas roupas jogadas no chão.

Suzaku levantou-se, estava exausto, mas precisava de um banho. Entrou na banheira onde ficou por longos vinte minutos –pelo tempo em que ainda restava para eles, cada minuto parecia um segundo, muito mais depressa do que era de fato-.

Saiu calmamente e depois de se vestir, pegou o corpo adormecido de Lelouch e o levou para a banheira, com sais e outras coisas. Mesmo depois do banho com várias perfumarias distintas, o cheiro impregnado nas roupa e na superfície da pele de ambos era muito forte. Não era a o cheiro de apenas um, mas sim de ambos. Aquilo subia nas narinas de Suzaku fazendo-o aquecer por dentro, relembrando o amor que continha em todos esses anos, mas que só agora conseguia expressar verdadeiramente, às vezes como agora, excessivamente.

Levou o corpo limpo de Lelouch e o vestiu com as mesmas vestes de antes, aquele sobretudo branco com bordas douradas, exalando à realeza da qual pertencia.Não havia motivos para trocar de roupas, pois aquilo seria inútil. Cada peça de roupa deles estava impregnada com o mesmo odor, a mesma fragância que preenchia a felicidade, relembrando os momentos de amor. Dizem, também, que o olfato é um dos principais fatores de memorização do ser humano. Agora eles acreditavam veemente nisso. Mas assim como lembravam do olfato, lembravam das formas, da visão dos corpos desnudos e cheios de desejo, da temperatura exalada, tudo.

O próprio vestiu-se com as roupas negras de Zero, deixando agora apenas a face descoberta. Assim que Lelouch despertou, eles se despediram com um beijo voluposo, cheio de tristeza e melancolia. Mas cheios também de felicidade, e um adeus escondido.

A hora do Réquiem Zero começou momentos depois. A verdadeira despedida deles fora no quarto do palácio, naquele beijo; mas ainda assim a dor de ver o sangue do amado escorrer por suas próprias mãos ainda o fazia sofrer. Suzaku chorou não apenas naquele dia. Seu coração choraria por toda a sua existência, carregando aquele fardo deixado por seu amado.

Eles poderiam descobrir o verdadeiro objetivo do Réquiem Zero, mas nunca saberiam aquele último ato; aquela ultima despedida e muito menos o odor dos dois, que impregnaria o palácio para a eternidade, e o cheiro que ficaria em Suzaku, como se Lelouch o envolvesse, ainda que esteja em outro plano adormecido.


*Notas finais do capítulo*

Então foi isso pessoal! Fiz esta fanfic para preencher a lacuna que me deixou Code Geass. Eu sempre irei ver Yaoi neles, mas com essa grande melancolia, nunca algo sempre alegre, mas também algo que nunca foi amado, eu vejo como algo eterno. O foco da eternidade que eu deixei claro que foi o cheiro deles ♥
Como sempre, escrevi durante meu tédio quando eu estava na casa de minha avó, onde não tem internet. Espero que tenham gostado e eu amei muito, muito mesmo escrevê-la, por isso se a agradaram eu fico muito feliz. Kissus Kissus ^^ Até as fanfics futuras!
Ah! Se me mandarem Reviews eu agradeço, porque eu preciso de opiniões sobre o que acharam dela, mas se ao menos gostaram isso me satisfaz muito.
[Essas notas foram tiradas diretamente do Nyah na época que escrevi, nada a ver com o post]


----------------------------------------------------------*0*-------------------------------------------------------------

E aí, gostaram da leitura? Deixem seus comentários aí, podem falar o que quiserem, por isso nem vou acrescentar mais nada neste post. Como eu disse, ainda estou em fase de publicação das fanfics que eu escrevi aqui no blog, quem não gosta vai ter que esperar um pouco para quando eu for fazer um post (dica: Eu já tenho em mente o próximo post *-*)

Comentários

  1. Manola, olha aqui uma das stalkeia .....
    mais uma fic yaoi... OMG, vou me perder neste mundo
    já to vendo...
    Desculpa sou muito lenta para ler pelo computer mas estou
    tentando acompanhar suas fics com afinco pelo Nyah, criei até uma conta pra comentar lá..shuahsu
    Sou uma stalker de 1° linha..kkk
    Manola goastei muito desta Oneshot de The Last Act [Suzaku x Lelouch]....
    Mas fico triste por eles não terem terminados juntos..
    Serio amor interrompido ou inacabado me da tristeza e melancolia....
    Mas a forma como você escreve parece que estamos lá..
    Parece que estou lá, vendo a inqueitude eles em mais uma conversa que ambos sabem que já não mudara nada...
    O que mais amo é a forma como se amaram pela ultima vez, pois ambos tem destinos destinto no qual não a escapatória..
    Mas o sentimento deles é forte... e que bom que na casa da sua avó você tem tempo de escrever, continue você escreve muito bem, pode ter certeza..
    Não sou fã de Yaoi, Mas seus textos me deixarm muito curiosa por isso vou e leio e não me arrependo.. ^^)

    Kissus Manola...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OMG Manola, Stalker eu sou muito tbm HSUAHSUAHUHSAHUSAUSHAUS
      Muito obrigada... não se sinta forçada pra ler, viu? Leia se quiser e ese gostar... afinal é yaoi KKKKK e esse foi um tanto mais forte (eu acho) kkk
      Eu fico morrendo de tristeza véi, eu já assisti muitas vezes o final de CG e mesmo assim morro, desabo em choro (LOL sou chorona XD)
      Eu escrevo quando dá, atualmente estou escrevendo uma deles tbm, mas esta indo mto devagar... espeo que eu consiga HSUAHSUAHSAUHUHSUAHSUAHS
      Kissus Kissus Manola, muito obrigada mesmo por ler mesmo estando tão ocupada x.x

      Excluir
    2. Manola, não pense eu não leio forçada
      NÃO!!!
      ta sendo uma experiencia diferente ler yaoi..
      só não virei fã ainda...
      e você escreve muito bem mesmo..
      gosto de ler seus trabalhos, fics, pots, e tudo que você for fazer..
      serio stalker de primeira aqui...

      Mil kissus

      Excluir
    3. OMG Manola, pensa numa Miyaneo feliz agora lololololol
      Primeiras vezes que eu li Yaoi, foi umas experiências bem diferentes, estranho eu digo HUSASHAUHUS mas foi bom, espero que estejas aproveitand bastante (heuheehuheu
      Eu tbm amo seus posts... vivo indo lá mesmo sem nada, fico futuricando tudo HUSAHASUA Kissus Kissus Manola <3

      Excluir
  2. Yo gostaria de fazer uma parceria com a nossa webradio?
    - Nome do site: Rádio Asia Mix
    - Url: http://www.radioasiamix.com.br/
    - Email: comercial@radioasiamix.com.br
    OBS: Parceria pode ser por banner ou player, onde seria melhor por player (não possui autostart).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, obrigada. Eu já respondi isso uma outra vez e estou avisando: Mais uma vez que esse comentario vier a aparecer em meu blog vou denunciar seu blog, site, coment como SPAM.

      Excluir
  3. nossa vc escreve muito bem @..@ amo o casal suzaku e lulu @...@

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nyah Manola, obrigada pelo elogio ^^ Não sabia que vc curtia Yaoi assim, fiquei entusiasmada agora *-* // como vc disse que gosta do casal, espero que tenha agradado com a fic...
      Kissus Kisssu :3

      Excluir

Postar um comentário

Regras:
- Comentários serão publicados de acordo com o que a moderação liberar na análise, portanto, siga as regras.

- Sem SPAM / Divulgação / Propaganda do seu blog somente deixe o link APÓS o comentário.
- Pode palavrão, e essas porras todas aí, free internet. Porém, tenha o bom caráter de não comentar somente por hate, porque, bem, não irei publicá-lo (risos).
- Agradeço tua visita e sempre estarei disposta a dúvidas ou correções (sério, se virem algo errado no post, me avisem!!). Irei avisar se eu editar o post corrigindo.

Postagens mais visitadas deste blog

Hunter x Hunter (2011) - E o inesperado acontece!

Animes Yaoi -kawaii, sem shota, sem violência, Puro-

Dia do irmão