Dia Nacional do Yaoi - A beleza dos "Salaryman" e homens de terno e gravata!.

Olá minha gente~! Hoje é o segundo dia nacional do yaoi organiado pelo Blyme. O primeiro que ocorreu ano passado, eu participei com um post no SL, porém como este ano meu blog deu uma abertura de público que gosta de Yaoi, resolvi fazer uma blogagem aqui também. Para quem já sabe, eu sou uma fujoshi de carteirinha (crachá, maleta e ficha!) e mesmo conhecendo diversos gêneros de mangás yaois, dos quais se destacam mais os colegiais, creio eu; alguns simplesmente conseguem me fazer suspirar de tão belos.

Eu coloquei "Salaryman" no título porém não vou falar deles especificamente. Falarei da beleza dos mangás que diferentemente dos que gostam de ver rapazes naqueles uniformes lindos de colegiais, eu tenho mais uma tara por ver mangás que apresentam homens vestidos de tern e gravata! Cheguei a essa conclusão porque porque simplesmente os meus preferidos de títulos/autoras são sempre voltados à algum universo onde pode-se observar e babar por eles. Citarei aqui alguns deles para saber mais sobre esse tipo de mangá Yaoi!


Eu gosto desse tipo de mangá porque não importa quanto tempo passe eu sempre vou querer reler ele e talvez descobrir mais sobre, em oneshots ou doujinshis. Ver como eles ficam elegantes nessas roupas não tem preço, e embora eu destaque na beleza, quase sempre vem recheado de uma história complicada com personagens com até certo receio quanto à relação que segue. O maior problema quase sempre é por causa do emprego, ser hétero ou não já sendo maior de idade e manter as aparências de um homem comum (assalariado) na empresa e na vida particular para os outros amigos. Pelo menos é isso que acontece em Arashi no Ato! 


Dos "Salaryman" mesmo, o primeiro que vem a mante atualmente é Arashi no Ato! Com uma arte que eu simplesmente amo, pois não é nada muito afeminado, porém exala beleza e masculinidade apresenta dois homens charmosos que se encontam por causa dos seus respectivos empregos e passam a nutrir sentimentos um pelo outro. Uma confissão inesperada e implicações que pode até se apresentar um pouco fúteis demais até para eles, se desenrola principalmente no complexo de Sakaki-san que é gay e que se apaixona por um hétero! Ele define bem uma linha (que chega parecer a ser um abismo na verdade) entre gays e héteros, e não dá muita fé nessa paixão. Por outro lado temos o Okada, que é um hétero e nunca nutriu nenhum sentimentos por outro homem. Apesar disso, acaba se apaixonando pouco a pouco por Sakaki-san e vai ter que lutar bastante para desfazer esse espaço que existem entre eles.


Bem, eu vivo recomendando vários mangás com lemon entre outras perversões para as "amigs yaoístas" que parece que hoje em dia tá com o fogo no rabo procurando lemon. Eu geralmente me encanto quando acabo me emocionando numa história, pelos personagens e o drama envolvido. Por isso que eu me apaixonei por Arashi no Ato. Quase não reconheci o traço da autora que estava muito diferente de outro mangá que eu havia lido, parece mais maduro e isso transpassa pela história. No decorrer e até chegar o final vai ser uma história completa, mesmo eu não dando muita ênfase no lemon, ele há. De certa forma eu gostaria que ele fosse lançado um dia no Brasil hahahaah -q

Bem, voltando ao asssunto geral: Homens de terno e gravata. No primeiro mangá que eu citei eles quase sempre estão no trabalho (pois afinal quase todo o contato deles é feito por trabalho) e por isso chama a minha atenção. Existem outos que são do gênero yakuza, porém estão de terno e roupa formal, que é o caso de Bi no Isu. Cara, parece que eu estou desviando do tema recorrentes do Yaoi, citando mais de um. Mas eu acho que quando o assunto é EU fazendo um post, eu acabo misturando. Mas Bi no Isu é do gênero Yakuza, embora eu esteja colocando aqui como Homens de Terno HUE. Charmes à parte, meus caros leitores!
  
Agora, um mangá que não se passa no ambiente de trabalho, porém os personagens acabam se encontrando por causa de um "trabalho" do outro: Kyuuso Wa Cheese No Yume Wo Miru

O grande clichê de definir quem é hétero e quem é gay aqui volta como em Arashi no Ato. Porém com força total e avassalador, digamos assim. Para quem já leu, sabe que o drama chega até ser um pouco forçado pelos sentimentos de um e vai mudando para outro, até chegam a ficar um pouco de tempo separados. Imagase sempre esteve apaixonado por seu senpai e as circunstâncias só pioram quando ele vai trabalhar para a esposa de Kyouichi. Definindo bem, é "O que começa como uma chantagem pode se tornar algo muito mais forte na vida de Kyouichi."
Aqui entra o negócio de ser seke. Seke é quando o personagem em determinada parte da história pode começar como uke e virar seme, ou o contrário, ou ainda ficar revezando. O único seke que eu ja vi que ficou encaixado legal foi aqui. Os sentimentos acabam se remodelando e vai partindo de um princípio normal no Yaoi, por isso que acaba sendo trocado as posições (literalmente, as "posições" do negócio). Tanto no sexo quanto emocionalmente, embora este último vai se remodelando várias vezes ao longo do mangá. Um único volume porém eu sinto como se fosse ums 10,porque aconteceram coisas que eu nem saberia como esses dois conseguem ser tão complicados! Muitos blogs acabam falando mal de uma coisa assim, porém eu sou daquelas que quanto mais complicado e embolado a história está, mais eu quero ler.

Como dá pra ver, eu não faria um post de uma autora só porque eu gosto de falar um monte assim. Não sei se entra nessa categoria, mas eu pensei em Doushitemo Furetakunai. A história se passa num escritório, embora eles não estejam com roupa formal e tudo mais. Mas pelo menos eu citei ele aqui. É um dos meus preferidos e por mais que muitos não consigam entender como eu gosto tanto, só lendo e indo nos meus gostos. Li um post comparando Sekai-ichi Hatsukoi com Doushitemo Furetakunai e... "WTF?" O enredo pode ser/parecer igual, mas logo no primeiro capítulo vemos a diferença gritante na personalidade dos persoagens e o "rumo" que a história vai. Já li muito mangá yaoi pra saber que existem milhões com o enredo basicamente igual, mas o que faz um mangá não é apenas uma parte dele, precisa de muito mais do que isso >.<'

 Ah! Quase esqueci do último que eu li esses tempos: Second Life. Este sim dá pra ver claramente, e cai nos gostos de quem não vai com a cara de Arashi no Ato, e mesmo eu gostando bastante do uke frágil que é apresentado, a história acaba sendo mais do que isso em si. Não é apenas uma linha que separa os dois, e a princípio nem sentimento tem ali. Só no desenrolar e as complicações da vida e do trabalho deles que acabam se aproximando até chegar nos finalmentes. O passado e o presente mostrados, um assalariado desesperado e uma pequena armação de seu chefe e mais a arte linda da autora (que eu já conheço por outros títulos <3) me fez querer fazer este post (sim, eu esqueci do mangá que me incentivou a falar sobre homens de terno e salarymans) HUSAHSUAHSUASHUSAHUHAUAHUAHUHUSAUHSAUSHA


Dentre os clichês, os encantos de todos os gêneros mais abordáveis possíveis o que mais me encanta de beleza é este que você está lendo. Já gostei muito de outros, colegiais entre outras coisas, mas não resisto ao meu querido drama de sempre e viva a vida por causa disso. Existem infinitos mangás dos quais eu posso falar, porém não sei ao certo qual é o meu preferido. De muitos que eu lembro, eu trouxe neste post, e os que eu não lembro talvez em outra ocasião eu não possa falar mais sobre aqui mesmo?

 Espero que tenham gostado e se quiserem ver mais posts sobre esse Dia Nacional do Yaoi, a pagina do Blyme que organiza já está organizando a lista de postagens. Esse ano será muito maior do que ano passado e eu espero que seja divertido, tanto os posts quanto o concurso. Eu não participei do concurso porém estou torcendo aos que estão participando. Até mais <3 Sei que o post foi curtíssimo, porém foi muito legal fazê-lo com tão pouca coisa que eu falei. Mil desculpas a todos >.<' E leiam os mangás que eu citei!! U.U" Eu deixei o link nos títulos que aparecem ao longo do post, até mais!

 

Comentários

  1. Kyuuso Wa Cheese No Yume Wo Miru e Arashi no Ato. Amo demais. Foi tenso ler esses dois, principalmente o primeiro.

    Li todos s três mangás. É bom mudar um pouco a temática tmb né? Só escolinha cansa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh, copartilho da sua opinião XDD Mas eu amo demais ambos >.<'''
      Só escolinha cansa kkkk na verdade eu leio de tudo mas resolvi falar deles só XD Mil Kissus, obrigada pela visita XD

      Excluir
  2. KKKK....ri pra caramba do amigas com fogo no rabo procurando lemon, eu não tenho essa tara toda não, também vou mais pela história. Arashi no Ato é tão lindo! Comecei a ver o lado sexy das gravatas depois de ler yaoi, antes disso as achava tão sem graça XD Feliz dia do Yaoi!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AHSAUSHU Fala que não é verdade? XD Eu não tenho toda essa tara, sempre fui mais pelo dramático. Porém sempre lemos nos dramáticos, os lemons mais hots (fato). Que bom que o Yaoi acendeu essa paixão pelas gravatas, elas me encantam demais, tanto em outros gêneros (shoujo e pan) mas principalmente no Yaoi.
      Thanks pelo coment, esperamos mais Dia do Yaoi, né! XD

      Excluir
  3. Dia do Yaoi, OMG eu não sabia que tinha um dia especifico..
    mas estão de parabéns..
    e parabéns a você pois sei que ama muito este gênero...
    --------------------------------------------------------

    Olha eu tenho que dizer que tenho uma queda muito grande por caras
    de palito e gravata.. são sedução total..

    Beijos Manola
    sucesso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, ele começou a ser organizado ano passado pelo Blyme (site que noticia tudo o que é yaoi e panz). Pelo que eu sei, em outros países já era bem conhecido, mas só foi realmente organizado desde o ano passado e esse segundo dia do Yaoi foi bem mais legal e movimentado.
      Realmente não tem quem não ache eles uma belezura HSAUSHUAHSAUH
      Sedução nos Yaois manola, pura sedução *-* -q
      Mil Kissus, até mais Manola <3

      Excluir
    2. é sedução demais...
      e muito boa a ideia de trazer este dia para cá...
      pois acho que todo o tipo de criatividade e arte deve ser reconhecido..
      e os desenhos e mangás dos yaoi, são lindos ^^)

      Beijos Manola

      Excluir
  4. Queria muito ter participado do DNDY esse ano T_T minha internet inventou de cair logo no dia e não voltou com macumba nenhuma :c
    Um dos meus generos favoritos é salaryman o3o gosto muito de yaoi com homens maduros >_> mas tenho que confessar que não resisto a um uke fofinho haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa velho, que triste Ç-Ç Minha internet raramente dá esses problemas... Por isso pude participar, porém não fiz mais do que essa postagem esse ano.
      haha, eu confesso isso também. Ukes e semes fofos são minha cara, porém os maduros e dramáticos fazem minha cara, eu adoro histórias assim.
      Espero que tenha gostado do post, assim como o gênero! Mil Kissus <3

      Excluir
  5. Não curto muito animes Yaoi, ao contrário da minha irmã. Nem mesmo sabia que els tinham um "dia" haha
    Estou seguindo.

    - Art Otaku -

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SHAUSHAU Esse dia começou ano passado só, esse ano foi a segunda "edição" dele -q Yaoi é muito bom mano HUSHASUA
      Kissus, thanks!

      Excluir

Postar um comentário

Regras:
- Comentários serão publicados de acordo com o que a moderação liberar na análise, portanto, siga as regras.

- Sem SPAM / Divulgação / Propaganda do seu blog somente deixe o link APÓS o comentário.
- Pode palavrão, e essas porras todas aí, free internet. Porém, tenha o bom caráter de não comentar somente por hate, porque, bem, não irei publicá-lo (risos).
- Agradeço tua visita e sempre estarei disposta a dúvidas ou correções (sério, se virem algo errado no post, me avisem!!). Irei avisar se eu editar o post corrigindo.

Postagens mais visitadas deste blog

Hunter x Hunter (2011) - E o inesperado acontece!

Animes Yaoi -kawaii, sem shota, sem violência, Puro-

Dia do irmão